quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Galeria dos Mártires - Massacre de Chimaltenango

MASSACRE DE CHIMALTENANGO
GUATEMALA * 04/02/1981

Nas aldeias de Papa-Chalá, Patzaj e Panimacac foram massacrados pelo exercito 168 camponeses. Mataram e torturaram os jovens. 

Numerosas mulheres foram enforcadas nas árvores, enquanto os soldados incendiavam ranchos e colheitas, saqueavam escolas e oratórios.

Quando as pessoas, aterrorizadas, fugiram para os matagais e barrancos, foram bombardeadas por helicópteros. 

Tudo teve inicio quando os habitantes de Papa-Chalá reagiram com indignação ao assassinato, a pontapés, por parte do exercito, de uma criança recém-nascida arrebatada à sua mãe.

Os massacres se repetiram nas aldeias de Petén, San Marcos e Huehuetenango.

Em toda parte o povo exigia seu direito à vida e os poderosos acusavam-no, então de “subversivos”.

Texto elaborado por Tonny, da Irmandade dos Mártires da Caminhada,
a partir do livro: Sangue Pelo Povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário