Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2013

Galeria dos Mártires - Santo Dias da Silva

Imagem
SANTO DIAS DA SILVA Militante da Pastoral Operária SÃO PAULO – SP * 30/10/79

De origem camponesa, migrante na periferia da grande cidade, operário metalúrgico, sindicalista, membro da Pastoral Operária de São Paulo e ministro da Eucaristia, Santo soube juntar uma crescente consciência de classe na luta operária, com uma fé cristã vivida coerentemente e publicamente. A polícia o assassinou à queima roupa enquanto integrava um piquete de greve diante de Fábrica Silvania e impedia que um colega fosse detido. Seu corpo, envolto na bandeira do Sindicato dos Metalúrgicos, percorreu as ruas de São Paulo, acompanhado por mais de cem mil pessoas, que agitavam ramos de palmeira e gritavam unânimes: “Companheiro Santo, você está presente!”.

Galeria dos Mártires - Dorcelina de Oliveira Folador

Imagem
DORCELINA DE OLIVEIRA FOLADOR Prefeita do Povo MUNDO NOVO – MS *  30/ 10/ 1999
Dorcelina nasceu no Paraná, em 1963 e foi assassinada em Mundo Novo, MS, com apenas 36 anos de idade, na varanda de sua casa, no dia 30 de outubro de 1999. Dorcelina iniciou sua luta social na pastoral da juventude, nas comunidades eclesiais de base, na pastoral da terra e na pastoral familiar, foi líder do movimento sem terra, militante do PT, e prefeita do povo no mais autêntico sentido da palavra. Símbolo da resistência contra a corrupção, amante da natureza, lutadora pela reforma agrária.  Irradiava coragem e esperança.  Eleita prefeita numa vitória popular que enfrentou as ameaças do latifúndio e do narcotráfico, mereceu mais de 80% de aprovação popular. Tem sido definida como eficientíssima “deficiente (pela poliomielite), mãe militante da vida e da ética, alegre e intensa, autodidata, artista plástica, educadora, verdadeira, solidária, cristã.”   Recebeu o prêmio Marçal de Souza de 1999. O Evangelho es…

Galeria dos Mártires - Massacre de El Amparo

Imagem
MASSACRE DE EL AMPARO 14 Pescadores VENEZUELA * 29 /10/1989

El Amparo é um povoado à beira do rio Arauca, no estado de Apure. Esses pescadores viviam do trabalho diário da pesca e foram atacados com armas de guerra, numa emboscada montada por policiais e militares. Os executores do massacre pertenciam ao comando especial ‘José Antonio Páes’, corpo de elite do exército venezuelano. Ficaram as viúvas e os cinqüenta órfãos dos pescadores assassinados. Os nomes desses mártires, defensores da pesca popular, são: Júlio Pastor Caballos, Mariano Torrealba e seu filho José Gregório, Luís Alberto Berrios, JoséRamón Puerta, Carlos Antonio Bregua, Justo Mercado, Pedro Indalecio Mosqueda, José Indalecio Guerrero, Arín Maldonado, Marino Vivas, Rigoberto Araújo, Carlos Antonio Eregua e Moisés Blanco.

Galeria dos Mártires - Vladimir Herzog

Imagem
VLADIMIR HERZOG Jornalista, Mártir da Verdade SÃO PAULO – SP * 25/10/1975

“Vlado” era um homem alegre e cheio de iniciativa, casado, pai de família, jornalista e professor de Jornalismo na Escola de Comunicações e Artes na Universidade de São Paulo e diretor de telejornalismo na TV Cultura. Muito querido por seus alunos e seus colegas de trabalho. Em outubro de 1975 a ditadura militar empreendeu uma série de prisões de jornalistas de esquerda e Vladimir foi preso no DOI-Codi (centro de repressão do II Exército em São Paulo) e selvagemente torturado até morrer. Sua morte e a do operário Manoel Fiel Filho (janeiro de 1976), também ocorrida pela tortura no DOI-Codi, provocaram uma crise interna entre os altos chefes do Exército. E o assassinato de Vladimir, que inutilmente a repressão tentou apresentar como suicídio, convocou a primeira grande manifestação de massa contra a ditadura desde a AI-5. Milhares de pessoas se deslocaram até a catedral da Sé, patrulhada por centenas de policiais pa…

Galeria dos Mártires - Vilmar José de Castro

Imagem
VILMAR  JOSÉ DE CASTRO  CATEQUESE E CPT CAÇU – GO * 23/10/1986 Agente de pastoral, animador das CEB’s, professor rural, membro da Coordenação Ampliada da CPT – Regional Centro Sul de Goiás, integrante da Escola Bíblica do CEBI, Vilmar, em plena juventude generosa, era um exemplo de alegria, de coerência e de doação. Após a organização pública da UDR em Caçu, sobretudo, sentiu-se fortemente ameaçado de morte; mas não desistiu; e até foi deixando de lembranças cordiais como testamento e bandeira.  Foi assassinado aos seus 27 anos, de manhã cedo, quando ia para a escola onde lecionava.  

Rigoberta Menchú Tum - Nobel da Paz 1992

Imagem
Ativista dos direitos humanos guatemalteca nascida em Chimel, pequeno povoado localizado ao norte da Guatemala, Prêmio Nobel da Paz (1992) de uma família de camponeses índios e pobres, mostrou ao mundo a antiga cultura Maia-Quichéo. Cresceu trabalhando na fazenda familiar, nos altiplanos do norte onde a família dela viveu, na costa de Pacífico onde adultos e crianças iam colher café nas grandes plantações. Ainda adolescente foi envolvida em atividades de reforma sociais promovidas pela Igreja católica, e destacou-se no movimento de propriedade das mulheres. Seu trabalho de reforma despertou a oposição dos poderosos, especialmente depois que uma organização de guerrilha se estabelecesse na área e sua família, foi acusada de integrar atividades subversivas. Seu pai, Vicente Menchú, foi preso e torturado e depois da liberação, ajudou a fundar o Comitê da União de Camponês (CUC), organização que a filha também filiou-se (1979), infeliz ano em que seu irmão foi preso, torturado e morto pe…

Galeria dos Mártires - Pe. João Bosco Penido Burnier

Imagem
PE. JOÃO BOSCO PENIDO BURNIER
Jesuíta Missionário RIBEIRÃO CASCALHEIRA – MT * 11-12/10/1976
Era a tarde do dia 11 de outubro de 1976. Duas mulheres sertanejas, Margarida e Santana, estavam sendo torturadas na cadeia-delegacia de Ribeirão Bonito, Mato Grosso, lugar e hora de latifúndio prepotente, de peonagem semi-escrava e de brutalidade policial. A comunidade celebrava a novena da padroeira, Nossa Senhora Aparecida. E nesse dia haviam chegado ao povoado o Bispo Pedro e o Padre João Bosco Penido Burnier, mineiro de Juiz de Fora, jesuíta, missionário entre os índios Bakairi. Os dois foram interceder pelas mulheres torturadas. Quatro policiais os esperavam no terreiro da delegacia e apenas foi passível um diálogo de minutos. Um soldado desfechou no rosto do Padre João Bosco um soco, uma coronhada e o tiro fatal. Em sua agonia, Padre João Bosco ofereceu a vida pelo CIMI e pelo Brasil, invocou ardentemente o nome de Jesus e recebeu a unção. Foi morrer, gloriosamente mártir, no dia seguinte,…

Galeria dos Mártires - Nestor Paz Zamora

Imagem
NÉSTOR PAZ ZAMORA Cristão, Místico e Militante BOLÍVIA * 08/10/1970

Filho de um general boliviano, Néstor fez estudos teológicos, vinculou-se desde cedo ás Fraternidades de Foucauld e era estudante de medicina quando se incorporou á guerrilha de Teoponte, onde morreu de fome. Toda sua vivência de cristão místico e militante, está admiravelmente contida nas páginas do Diário que dedicou à sua esposa, Cecy. Um verdadeiro testamento de espiritualidade libertadora. “O ‘Vem, Senhor Jesus’, escreve ele, tornou-se realidade em mim”.

Martirológio Latino-americano - mês de outubro

Outubro
01/10/1992 – Julio Rocca, colaborador italiano, mártir da solidariedade no Peru. 02/10/1986 – Massacre de Tlateloco, na Praça das Culturas, México. 02/10/1989 – Jesús Emilio Jaramillo, bispo de Arauca, Colômbia, mártir da paz e do serviço. 02/10/1992 – A polícia militar reprime a rebelião de presos na Casa de Detenção de Carandiru, São Paulo, deixando 111 mortos e 110 feridos. 03/10/1980 – Maria Magdalena Enríquez, batista, secretária de imprensa da Comissão de Direitos Humanos de El Salvador, mártir da defesa dos direitos dos pobres. 03/10/2000 – Antônio Bargiggia, missionário italiano da associação religiosa “Amigo dos Pobres”, trabalhou mais de 20 anos em Burundi, África Central. 04/10/1976 – Omar Venturelli, mártir da dedicação aos mais pobres em Temuco, Chile. 05/10/1996 – O exército guatemalteco assassina 11 camponeses na comunidade “Aurora 8 de Outubro”, para desincentivar o retorno dos refugiados exilados no México. A representante da ONU acusa o exército de realizar a matança…

Martirológio Latino-americano - mês de setembro

Setembro
01/09/1971 – Julio Expósito, estudante, 19 anos, militante cristão, mártir das lutas do povo uruguaio, assassinado pela policia. 01/09/1975 – Nélio Rougier, Irmão do Evangelho, detido em Córdoba, Argentina, desaparecido. 01/09/1976 – Inés Adriana Cobo, militante da Igreja Metodista, mártir da causa dos pobres, Buenos Aires, Argentina. 01/09/1979 – Jesús Jiménez, camponês, delegado da Palavra, mártir da Boa Nova aos pobres de El Salvador, assassinado. 03/09/1976 – Ramón Pastor Bogarín, bispo, fundador da Universidade de Assunção, profeta da Igreja no Paraguai. 04/09/1984 – Andrés Jarlán, padre missionário, morto por uma bala disparada por policiais enquanto lia a Bíblia na vila La Victoria, em Santiago de Chile. 09/09/1654 – Pedro Claver, apóstolo dos escravos negors em Cartagena, Colômbia. 09/09/1990 – Hildegard Feldman, religiosa, e Ramón Rojas, catequista, mártires da fé e da assistência aos camponeses colombianos. 10/09/1984 – Policarpo Chen, delegado da Palavra de Deus, destacado …