Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

Galeria dos Mártires - Dorcelina de Oliveira Folador

Imagem
DORCELINA DE OLIVEIRA FOLADOR Prefeita do Povo MUNDO NOVO – MS * 30/10/1999
Hoje fazemos memória de 15 anos de seu martírio.
Dorcelina nasceu no Paraná, em 1963 e foi assassinada em Mundo Novo, MS, com apenas 36 anos de idade, na varanda de sua casa, no dia 30 de outubro de 1999.
Dorcelina iniciou sua luta social na pastoral da juventude, nas comunidades eclesiais de base, na pastoral da terra e na pastoral familiar, foi líder do movimento sem terra, militante do PT, e prefeita do povo no mais autêntico sentido da palavra. Símbolo da resistência contra a corrupção, amante da natureza, lutadora pela reforma agrária.  Irradiava coragem e esperança.  Eleita prefeita numa vitória popular que enfrentou as ameaças do latifúndio e do narcotráfico, mereceu mais de 80% de aprovação popular.
Tem sido definida como eficientíssima “deficiente (pela poliomielite), mãe militante da vida e da ética, alegre e intensa, autodidata, artista plástica, educadora, verdadeira, solidária, cristã”. Recebeu o prêmio…

Galeria dos Mártires - Santo Dias da Silva

Imagem
SANTO DIAS DA SILVA
Militante da Pastoral Operária SÃO PAULO – SP * 30/10/1979
Hoje fazemos memória dos 35 anos no martírio de Santo Dias. 
Santo Dias da Silva, de origem camponesa, migrante na periferia da grande cidade, operário metalúrgico, sindicalista, membro da Pastoral Operária de São Paulo e ministro da Eucaristia, Santo soube juntar uma crescente consciência de classe na luta operária, com uma fé cristã vivida coerentemente e publicamente. 
A polícia o assassinou à queima roupa enquanto integrava um piquete de greve diante de Fábrica Silvania e impedia que um colega fosse detido. 
Seu corpo, envolto na bandeira do Sindicato dos Metalúrgicos, percorreu as ruas de São Paulo, acompanhado por mais de cem mil pessoas, que agitavam ramos de palmeira e gritavam unânimes: “Companheiro Santo, você está presente!”.

Galeria dos Mártires - Dom Christophe Munzihirwa

Imagem
Dom CHRISTOPHE MUNZIHIRWA
Mártir da Esperança
CONGO * 29/10/1996

Em 29 de outubro de 1996, Christophe Munzihirwa, Arcebispo de Bukavu, Congo, foi morto por um grupo militar de Ruanda. Ele pagou com o próprio sangue seu compromisso corajoso com a paz e a liberdade. Pague com sua vida seu impulso determinado para a verdade e a justiça. 

Lembrando monsenhor Christophe Munzihirwa hoje não é só lembrar a figura de um autêntico testemunho da Igreja de Congo, mártir por defender os pobres, mas também para sublinhar se compromisso cristão de ser testemunha da Testemunha fiel, o Mártir Jesus. Assumindo suas causas e consequências.

Em sua defesa apaixonada dos direitos dos refugiados ruandeses, Mons. Munzihirwa também denunciou a mídia ocidental que influenciaram habilmente pelo poder em Kigali, sempre mostrou o seu apoio ao novo regime, não percebendo que eles estavam apoiando o genocídio contra hutus. 

Em certa ocasião ele disse: "Em Burundi e Ruanda guerras fratricidas estão em curso, mas em …

Galeria dos Mártires - Massacre de El Amparo

Imagem
MASSACRE DE EL AMPARO 14 Pescadores VENEZUELA * 29/10/1989
El Amparo é um povoado à beira do rio Arauca, no estado de Apure. Esses pescadores viviam do trabalho diário da pesca e foram atacados com armas de guerra, numa emboscada montada por policiais e militares. 
Os executores do massacre pertenciam ao comando especial ‘José Antonio Páes’, corpo de elite do exército venezuelano. 
Ficaram as viúvas e os cinqüenta órfãos dos pescadores assassinados. 
Os nomes desses mártires, defensores da pesca popular, são: Júlio Pastor Caballos, Mariano Torrealba e seu filho José Gregório, Luís Alberto Berrios, José Ramón Puerta, Carlos Antonio Bregua, Justo Mercado, Pedro Indalecio Mosqueda, José Indalecio Guerrero, Arín Maldonado, Marino Vivas, Rigoberto Araújo, Carlos Antonio Eregua e Moisés Blanco.

Galeria dos Mártires - Herbert Anaya

Imagem
HERBERT ANAYA
Mártires dos Direitos Humanos
EL SALVADOR * 26/10/1987

Herbert Anaya, ativista cristão, advogado de 33 anos e pai de cinco filhos. Coordenador da Comissão de Direitos Humanos de El Salvador, CDHES, assassinado na frente de seus filhos, na saída de sua casa em San Salvador.
Desde jovem sempre foi um lutador pelos direitos humanos. Em 1980 assume a assistência jurídica às vítimas de repressão. No cumprimento da sua missão visita as zonas de guerra para averiguar os danos causados ​​pelos bombardeios e, o assassinato em massa, que cotidianamente sofria seus povos.
Em maio de 1986, ele foi preso pela Polícia do Tesouro, no centro da cidade. Durante 15 dias permaneceu desaparecido, durante este tempo foi submetido a tortura física e psicológica horrível. Os métodos mais sofisticados utilizados por seus torturadores não conseguem quebrar a sua coragem e firmeza de suas convicções. Quando lhe pediram para "cooperar" para obterem "informação" que lhes permite acus…

Galeria dos Mártires - Vladimir Herzog

Imagem
VLADIMIR HERZOG
Jornalista, Mártir da Verdade SÃO PAULO – SP * 25/10/1975

“Vlado” era um homem alegre e cheio de iniciativa, casado, pai de família, jornalista e professor de Jornalismo na Escola de Comunicações e Artes na Universidade de São Paulo e diretor de telejornalismo na TV Cultura. Muito querido por seus alunos e seus colegas de trabalho. 
Em outubro de 1975 a ditadura militar empreendeu uma série de prisões de jornalistas de esquerda e Vladimir foi preso no DOI-Codi (centro de repressão do II Exército em São Paulo) e selvagemente torturado até morrer. 
Sua morte e a do operário Manoel Fiel Filho (janeiro de 1976), também ocorrida pela tortura no DOI-Codi, provocaram uma crise interna entre os altos chefes do Exército. E o assassinato de Vladimir, que inutilmente a repressão tentou apresentar como suicídio, convocou a primeira grande manifestação de massa contra a ditadura desde a AI-5. 
Milhares de pessoas se deslocaram até a catedral da Sé, patrulhada por centenas de policiais pa…

Galeria dos Mártires - Pe. Antonio Llido Mengual

Imagem
Pe. ANTONIO LLIDO MENGUAL Desaparecido pela ditadura de Pinochet
CHILE * 25/10/1974
Antonio nasceu em 29 de abril de 1936 em Xavia, Valência. Depois de uma vida tempestuosa, pobre, mas feliz, decidiu entrar para o seminário em Valência. Após ser ordenado, serviu por um tempo como capelão das forças armadas espanhola.
Decidiu assim seguir em missão, em julho de 1969 chegou ao Chile, na chuva de inverno, vivenciando assim na própria pele como os pobres viviam.
Seu destino era Quillota, na Diocese de Valparaíso, foi trabalhar com o Bispo Don Emilio Tagle. Rapidamente com uma bicicleta caindo aos pedaços começa a conhecer o povo, tornou-se conhecido entre os mais pobres, e causa irritação aos ricos.
Antonio estava vivendo uma vida plena, cheia de sonhos e ideais, os acontecimentos pareciam fortalecer aquilo que era proposto pelo Concílio Vaticano II.
Se junta ao grupo "80", um grupo de padres chilenos e estrangeiros posteriormente incorporado no grupo "cristãos para o socialismo&q…

Galeria dos Mártires - Victor Gálvez

Imagem
VICTOR GÁLVEZ Promotor dos Direitos Humanos e Mártir GUATEMALA * 24/10/2009
Victor Gálvez, catequista, promotor dos Direitos Humanos, assassinado por sua resistência às mineradoras multinacionais e de eletricidade. Era um homem humilde, catequista em sua comunidade, co-fundador da pastoral da juventude em Malacatán com seus irmãos Emilio e Noelia, incansáveis apoiadores das atividades da juventude católica.
Ele também foi líder da frente de resistência em defesa dos recursos naturais. Como muitos de seu país, lutou pela nacionalização da eletricidade no departamento de San Marcos, lutou pela criação de uma empresa municipal sólido e pela expulsão da União FENOSA desta pátria amada para acabar com uma era de abuso e encargos excessivos contra um povo que sofria com a fome e a justiça.
Victor era uma pessoa amiga, dinâmica e muito consciente de sua realidade e a de seu povo. O seu "pecado" foi utilizar seu tempo e esforço para causas legítimas de seu povo. Sua firme convicção catól…

Galeria dos Mártires - Nativo da Natividade

Imagem
NATIVO DA NATIVIDADE DE OLIVEIRA
Mártir da Reforma Agrária
CARMO DO RIO VERDE, GO * 23/10/1985

Nativo da Natividade de Oliveira, nascido em Perobas (MG), em 20 de novembro de 1953, lavrador, líder sindical no município de Carmo do Rio Verde, Goiás.
Sua militância teve início na década de 70, quando realizou trabalhos de conscientização política junto aos camponeses. Foi demitido de vários empregos por fazendeiros que não compartilhavam de suas ideias, e era constantemente vigiado pelos órgãos de repressão (Delegacia de Ordem Política e Social, Polícia Federal e Exército).

A partir de 1972, aproximou-se das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), consideradas como uma nova forma de "ser Igreja" - a Igreja na base, no bairro e vilas, comprometida com as causas do povo, criada pela Igreja Católica e liderada no estado de Goiás por Dom Tomás Balduíno. 
Em 1979, candidatou-se ao cargo de presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Carmo do Rio Verde, mas não foi eleito. Som…

Galeria dos Mártires - Vilmar José de Castro

Imagem
VILMAR  JOSÉ DE CASTRO  CATEQUESE E CPT CAÇU – GO * 23/10/1986 Agente de pastoral, animador das CEB’s, professor rural, membro da Coordenação Ampliada da CPT – Regional Centro Sul de Goiás, integrante da Escola Bíblica do CEBI, Vilmar, em plena juventude generosa, era um exemplo de alegria, de coerência e de doação. 
Vida doada no compromisso com os pobres, na luta pela terra para todos/as, na vida em comunidade, na atuação pastoral, no serviço da catequese, no estudo popular da Bíblia e vida vivida no seguimento coerente a Jesus.
Com a organização pública da UDR em Caçu, sobretudo, sentiu-se fortemente ameaçado de morte; mas não desistiu; continuou sua luta em favor dos mais pobres, sempre denunciando as injustiça e proclamando a liberdade do povo.
Foi assassinado aos seus 27 anos, de manhã cedo, quando ia para a escola onde lecionava. A causa do assassinato foi por testemunhar o Evangelho do Reino de Deus e a pessoa de Jesus Cristo militando na causa da terra e na defesa dos pobres. 
O mar…

Galeria dos Mártires - Nevardo Fernandez Obregon, Luz Stella Vargas, Salvador Ninco Martínez e Carlos Paez Lizcano

Imagem
NEVARDO FERNANDEZ OBREGON LUZ STELLA VARGAS Militantes do Teatro e da Música SALVADOR NINCO MARTÍNEZ CARLOS PAEZ LIZCANO Líderes Indígenas COLÔMBIA * 22/10/1987

Nevardo e Luz Stella eram jovens militantes cristãos, artistas do teatro e do canto popular. Carlos era “governador” e Salvador membro da Comunidade Indígena Caguán Dujos, em Huila. Os dois participaram ativamente na recuperação da memória e da autonomia do Povo Indígena. Nevardo viveu como um místico franciscano apaixonado, na procura de Deus e no serviço aos pobres. Luz Stella, mesmo ciente do risco de vida que corria, entregou-se totalmente à causa da justiça e da solidariedade. Dirigindo-se os quatro para uma ação conjunta em defesa das terras da comunidade indígena, agredida pelo latifúndio, foram sequestrados e vitimados brutalmente, perto de um quartel da polícia.


Galeria dos Mártires - Pe. Gerardo Poblete Fernández

Imagem
Pe. GERARDO POBLETE FERNÁNDEZ Mártir da Paz e da Justiça CHILE * 21/10/1973
Sacerdote salesiano chileno de 31 anos. Assassinado por espancamento em Iquique. Vítima de violação dos direitos humanos por parte de agentes do governo. Detido porque estava “espionando” um regimento do exército, quando na realidade o sacerdote e um seminarista olhavam um campo de esporte, com um binóculo.
Seu superior foi imediatamente à cadeia e admitido à presença de Gerardo, que jazia no chão de uma cela, quase inconsciente, com uma ferida na cabeça. Atendeu-o espiritualmente e tratou de procurar um médico. Mas tudo inútil, Gerardo morreu logo depois. 
Após os funerais o exército emitiu um documento em que o acusou de espionagem e de ter armas ilegais, declarando que sua morte foi causada pela ferida sofrida ao cair do veículo em que era transportado com as mãos atadas.
Um de seus carrascos confessaria mais tarde: “Espancávamos o pobre sacerdote que dia: ‘Pai, perdoai-lhes porque não sabem o que fazem’”.
Na real…

Galeria dos Mártires - Mariano Ferreyra

Imagem
MARIANO FERREYRA
Mártir da Solidariedade
ARGENTINA * 20/10/2010

Mariano Ferreyra, 23 anos, jovem militante da solidariedade aos trabalhadores, assassinado em uma manifestação com uma bala no peito, por um bando da União Federativa (UF) com cumplicidade da Polícia Federal.
Mariano Ferreyra foi membro do PO (Partido Trabalhista) que lutava pelo socialismo, era um líder do Partido Trabalhista, havia sido líder do FUBA (Federação Universitária de Buenos Aires), que foi morto por uma repressão terceirizada (repressão feita por uma gangue).
Militou no Partido Trabalhista desde que eu tinha 14 anos. Tornou-se um símbolo da luta dos trabalhadores e dos direitos humanos através de mobilizações de massa.
Mariano Ferreyra foi morto pela burocracia sindical dos trens comandada por Pedraza, pelos empresários que terceirizam trabalhadores e Estado, que organiza as gangues de rua.
A morte de um militante revolucionário é a morte de um dos melhores filhos dos trabalhadores e do povo. O militante revolucion…

Galeria dos Mártires - Oliverio Castañeda de León

Imagem
OLIVERIO CASTAÑEDA DE LEÓN Mártir da Liberdade GUATEMALA * 20/10/1978
Oliverio Castañeda de León, líder da Associação de Estudantes Universitários (AEU), da Universidade de San Carlos da Guatemala.
Foi brutalmente assassinado no centro da Cidade da Guatemala, na frente de pelo menos 15 mil testemunhas. 
Pelo menos 30 homens fortemente armados participaram do crime. Oliverio tem ao longo dos anos se tornou um símbolo da luta pela liberdade. 
Em sua homenagem a Associação de Estudantes Universitário agora leva seu nome.

Galeria dos Mártires - Pe. Raimundo Hermann

Imagem
Pe. RAIMUNDO HERMANN
Máritr dos Camponeses BOLÍVIA * 20/10/1975
Raimundo Hermann, sacerdote norte-americano de 45 anos, pároco de Marochata, em Cochabamba. Mártir da justiça entre os indígenas, com quem trabalhou desde 1962.
Foi encontrado morto em sua própria paróquia, enquanto trabalhava na construção de uma cooperativa de comercialização de batata, com que se desmantelaria uma rede de poderosos intermediários aliados às autoridades locais.
O bispo de Cochabamba emitiu uma declaração destacando a dedicação pastoral de Raimundo, condenando seu assassinato e exigindo a imediata investigação do fato.
O autor da morte do sacerdote foi preso, mas conseguiu escapar da cadeia e não foi mais encontrado. 
Raimundo era sumamente querido entre os camponeses indígenas e sua fotografia com frase: "Padre Rainmundo Hermann. Assassinado. Queremos que se faça justiça", se encontra na entrada de todas as igrejas de Cochabamba.

Galeria dos Mártires - Fulgêncio Manoel da Silva

Imagem
FULGÊNCIO MANOEL DA SILVA
Um líder inesquecível!
SANTA MARIA DA BOA VISTA - PE * 16/10/1997
Fulgêncio Manoel da Silva, 61 anos, era um homem do povo, da luta e de Deus. Dedicou 27 anos de sua vida ao movimento sindical na região de Itaparica, Submédio São Francisco e construiu um legado inestimável de amizades e de conquistas sociais junto com trabalhadores/as e suas organizações sindicais.
A principal delas foi o Reassentamento de Itaparica, através do “Acordo de 86”, como ficou conhecido, garantindo aos trabalhadores/as o direito à permanência na terra com casas, lotes irrigados, área coletiva para agricultura de sequeiro, indenizações, linhas de crédito, assistência técnica e o acompanhamento direto das entidades representativas no processo de relocação das famílias. Sonhava e acredita com um reassentamento livre, forte, produtivo, com viabilidade econômica e social e pregava a autogestão dos projetos. Combativo, não se cansou de dizer não às privatizações do governo, ao desrespeito co…

Galeria dos Mártires - Pe. João Bosco Penido Burnier

Imagem
PE. JOÃO BOSCO PENIDO BURNIER
Jesuíta Missionário, Mártir RIBEIRÃO CASCALHEIRA – MT * 11-12/10/1976
Era a tarde do dia 11 de outubro de 1976. Duas mulheres sertanejas, Margarida e Santana, estavam sendo torturadas na cadeia-delegacia de Ribeirão Bonito, Mato Grosso, lugar e hora de latifúndio prepotente, de peonagem semi-escrava e de brutalidade policial.
A comunidade celebrava a novena da padroeira, Nossa Senhora Aparecida. E nesse dia haviam chegado ao povoado o Bispo Pedro e o Padre João Bosco Penido Burnier, mineiro de Juiz de Fora, jesuíta, missionário entre os índios Bakairi. Os dois foram interceder pelas mulheres torturadas. Quatro policiais os esperavam no terreiro da delegacia e apenas foi passível um diálogo de minutos. Um soldado desfechou no rosto do Padre João Bosco um soco, uma coronhada e o tiro fatal.
Em sua agonia, Padre João Bosco ofereceu a vida pelo CIMI e pelo Brasil, invocou ardentemente o nome de Jesus e recebeu a unção. Foi morrer, gloriosamente mártir, no dia segu…

Galeria dos Mártires - Marta Juana González de Baronetto

Imagem
MARTA JUANA GONZALEZ DE BARONETTO e Companheiros Mártires do Serviço ARGENTINA * 11/10/1976
Marta Juana González de Baronetto, nasceu em 05 de maio de 1950 em Guasapampa, Departamento de Minas, província de Córdoba. 
Professora e Catequista, muito comprometida com o povo.
Ela tinha dois filhos e estava grávida de quatro meses. Ela foi sequestrada e presa em agosto de 1975, levada ao D2 onde ficou vários dias e, em seguida, mudou-se da prisão de San Martin. O filho Lucas Ariel nasceu na UP1 em julho de 1976.
No dia 11 outubro de 1976, aos 26 anos foi morta com os companheiros Oscar Jorge Garcia, Pablo Balustra, Florencio Esteban Diaz, Miguel Ceballos e Oscar Hubert.
A vida de Marta é toda marcada pelo compromisso cristão, que a leva a um compromisso político, numa época em que se vislumbra o triunfo de um movimento que defende a justiça social e participação popular. Ela era dinâmica, alegre e ativa. 
Atuou como professora na escola de seu bairro, "São José Operário". Ela também trab…

Galeria dos Mártires - Nestor Paz Zamora

Imagem
NESTOR PAZ ZAMORA Mártir das lutas de libertação de seu povo BOLÍVIA * 08/10/1970
Filho de um general boliviano, Nestor fez estudos teológicos, vinculou-se desde cedo ás Fraternidades de Foucauld e era estudante de medicina quando se incorporou á guerrilha de Teoponte, onde morreu de fome. Toda sua vivência de cristão místico e militante está admiravelmente contida nas páginas do Diário que dedicou à sua esposa, Cecy. Um verdadeiro testamento de espiritualidade libertadora. Irradiava o sentido transcendente que ele encontrou em sua luta pela “terra nova”, onde o amor fosse à lei fundamental.
Em 12 de agosto escreveu: “Sou um fermento que vai trabalhando muito por igual. Esta é pelo menos a sensação que tenho. Uma grande paz e tranquilidade me invadem. Estou ‘vitalmente’ passando da ideia da ‘morte’ como diminuição para a ideia da ‘morte’ como plenitude e passo a uma nova dimensão. Não a procuro, mas se vier a esperarei com a serenidade e a tranquilidade que merece tal momento, e mesmo …