sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Galeria dos Mártires - Marta Juana González de Baronetto

MARTA JUANA GONZALEZ DE BARONETTO e Companheiros
Mártires do Serviço
ARGENTINA * 11/10/1976

Marta Juana González de Baronetto, nasceu em 05 de maio de 1950 em Guasapampa, Departamento de Minas, província de Córdoba. 

Professora e Catequista, muito comprometida com o povo.

Ela tinha dois filhos e estava grávida de quatro meses. Ela foi sequestrada e presa em agosto de 1975, levada ao D2 onde ficou vários dias e, em seguida, mudou-se da prisão de San Martin. O filho Lucas Ariel nasceu na UP1 em julho de 1976.

No dia 11 outubro de 1976, aos 26 anos foi morta com os companheiros Oscar Jorge Garcia, Pablo Balustra, Florencio Esteban Diaz, Miguel Ceballos e Oscar Hubert.

A vida de Marta é toda marcada pelo compromisso cristão, que a leva a um compromisso político, numa época em que se vislumbra o triunfo de um movimento que defende a justiça social e participação popular. Ela era dinâmica, alegre e ativa. 

Atuou como professora na escola de seu bairro, "São José Operário". Ela também trabalhou em tarefas de alfabetização impulsionada pela paróquia onde ela era catequista. 

Tanto na escola como na paróquia participa de todas as atividades que significasse a conscientização e organização dos vizinhos, por melhores condições de vida. Via a educação como uma tarefa participativa e libertadora das crianças, seus pais, da paróquia e do bairro. Além disso, a paróquia está preocupada com a alfabetização de adultos desde o final dos anos 60. Marta também participou do sindicato dos professores, para que a escola fosse reconhecida oficialmente e seus professores recebessem seu justo salário.


Nenhum comentário:

Postar um comentário