quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Galeria dos Mártires - Nativo da Natividade

NATIVO DA NATIVIDADE DE OLIVEIRA
Mártir da Reforma Agrária
CARMO DO RIO VERDE, GO * 23/10/1985

Nativo da Natividade de Oliveira, nascido em Perobas (MG), em 20 de novembro de 1953, lavrador, líder sindical no município de Carmo do Rio Verde, Goiás. 

Sua militância teve início na década de 70, quando realizou trabalhos de conscientização política junto aos camponeses. Foi demitido de vários empregos por fazendeiros que não compartilhavam de suas ideias, e era constantemente vigiado pelos órgãos de repressão (Delegacia de Ordem Política e Social, Polícia Federal e Exército).


A partir de 1972, aproximou-se das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), consideradas como uma nova forma de "ser Igreja" - a Igreja na base, no bairro e vilas, comprometida com as causas do povo, criada pela Igreja Católica e liderada no estado de Goiás por Dom Tomás Balduíno. 

Em 1979, candidatou-se ao cargo de presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Carmo do Rio Verde, mas não foi eleito. Somente em 1982 passou a presidir essa instituição, o que fez até 1985.

Foi morto na porta do Sindicato dos Trabalhadores de Carmo do Rio Verde, em 23 de outubro de 1985.

O crime, praticado por pistoleiros e motivado pelos conflitos agrários constantes naquela região, fora encomendado pelo então prefeito de Carmo do Rio Verde, Roberto Pascoal Liégio, pelo presidente do Sindicato Rural (patronal), Geraldo dos Reis de Oliveira - pertencente à temível UDR - União Democrática Ruralista - e pelo fazendeiro e ex-prefeito de Uruana, Genésio Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário