quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Galeria dos Mártires - José Antonio de Aguilar Tinoco e Esposa

JOSÉ ANTONIO DE AGUILAR TINOCO e ESPOSA
Mártires da Ecologia
EQUADOR * 25/02/2010

Casal de camponeses foi encontrado morto, após anos de conflito com empresa madeireira.

José Antonio de Aguilar Tinoco, defensor dos últimos remanescentes das florestas tropicais da região, e sua esposa, foram encontrados mortos em circunstâncias violentas no dia 25 de fevereiro de 2010.

O casal residia em “Hoja Blanca”, província de Esmeraldas, na divisa com a floresta protegida de “El Pambilar”, a qual, em 2002, foi ilegalmente adjudicada pelo governo à madeireira “Bosques Tropicales S.A – BOTROSA”, de propriedade do grupo empresarial “Peña Durini”.

Durante mais de dez anos, José Aguilar foi um defensor dos direitos da natureza e denunciou valentemente todas as atrocidades sofridas pelos camponeses locais, incluindo ele próprio.

Seu testemunho foi colhido no vídeo a seguir, elaborado por nossos companheiros da organização Acción Ecológica”:


Além das violações mostradas no vídeo, José Aguilar foi ainda processado pela “BOTROSA”, por suposta organização de cooperativas falsas e invadir propriedade privada. 

A ação foi arquivada em 2.008, após uma anistia concedida pela Assembléia Nacional Constituinte do Equador, em favor de líderes de movimentos sociais criminalizados por defender seus direitos.

Sua morte e de sua esposa coincidem com a inédita e histórica decisão de uma juíza de devolver  ao controle estatal a floresta de “El Pambilar”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário