segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Galeria dos Mártires - Pe. Alírio Napoleón Macías

Pe. ALÍRIO NAPOLEÓN MACÍAS
Mártir El Salvador

EL SALVADOR * 04/08/1979

Alírio Napoleón Macías, nascido em 10 de novembro 1941, anos mais tarde entrou para o Seminário Pio XII e San Jose de la Montana, de onde posteriormente tornou-se reitor. Ele foi ordenado sacerdote em 21 de março de 1965. Pertencia à geração de sacerdotes desde o final dos anos sessenta, eles eram inspirados pela teologia da libertação e sua opção preferencial pelos pobres, se destacaram pelo trabalho pastoral de conscientização e organização das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs).

Em 4 de agosto de 1979, como um bom sacerdote estava limpando a Igreja; se deu conta que havia pessoas do lado de fora da Igreja, e de acordo com os depoimentos das testemunhas eram policiais. Eles dispararam as armas contra o padre Alírio, ele caiu crivado de bala entre a sacristia e o altar. Sua querida mãe, com a angústia dessa situação, correu e disse que ela ainda o viu abrir os olhos. Morreu logo em seguida.

"Padre Alírio foi um homem dedicado à causa do seu povo e também um homem de oração, como o Bom Pastor realizou visitas as aldeias e vilas em toda a paróquia", lembra Esperanza Carrillo. Realizava retiros, onde não apenas temas religiosos foram abordados, mas também se discutia sobre as necessidades das comunidades que viviam em extrema pobreza. Como forma de amenizar a pobreza nas comunidades, criou projetos de saúde, agricultura, alfabetização, água e luz.

O assassinato do padre Alírio, como tantos outros cometidos antes e durante a ditadura, nunca foi cuidadosamente investigados, e a impunidade continua até hoje.

36 anos após seu martírio a sua presença continua viva nas comunidades de bases, não só como uma simples lembrança, mas como uma presença vivificante nas comunidades, e  o povo procura reencarnar de alguma forma o testemunho profético deixado pelo Padre Alírio Napoleão Macias.

Texto elaborado por Tonny, da Irmandade dos Mártires da Caminhada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário