quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Galeria dos Mártires - Pe. José Tedeschi

Pe. JOSE TEDESCHI
Mártir dos Imigrantes Argentinos
ARGENTINA * 02/02/1976

Memória dos 41 anos de seu Martírio.
Pe. José Tedeschi, sacerdote operário. Morava em Villa Itati, Bernal, “villa misseria” dos arredores de Buenos Aires.

Sequestrado no dia 02 fevereiro de 1976 por um grupo de civis armados, seu corpo apareceu, dias depois, com incontáveis ferimentos de balas, olhos arrancados das órbitas e outros sinais de torturas brutais.

“Pepe” trabalhava numa oficina de carpintaria e sua casa era um barraco de papelão e lata que servia de abrigo, capela e local de encontros para seus irmãos “villeros”, de cuja vida compartilhava.

Promotor de uma cooperativa de consumo e de todas as obras sociais em benefício do bairro, dedicava-se, com especial empenho, a solucionar os problemas de documentação dos imigrantes vindos dos países vizinhos: paraguaios e bolivianos.

Ao serem informados de seu desaparecimento, seus amigos sacerdotes da diocese de Acellanda, à qual pertencia, denunciaram o fato, temendo pela sua vida.

Achado o corpo, concelebraram uma missa na igreja principal de Bernal, com participação de todos os habitantes da Villa Itati, que choraram, desconcertados, diante do cadáver de seu amigo.

“Pepe” pertencia ao Movimento de Sacerdotes  do Terceiro Mundo.

* Villa Miseria: população marginalizada de moradias muito precárias, de madeira e lata. Seus habitantes se chamam villeros.

Texto elaborado por Tonny, da Irmandade dos Mártires da Caminhada,
a partir do livro: Sangue Pelo Povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário