sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Galeria dos Mártires - Manuel Chin Sooj e Companheiros

MANUEL CHIN SOOJ e COMPANHEIROS
Catequistas e Mártires
GUATEMALA * 29/10/1987

Manuel Chin Sooj e companheiros, camponeses e catequistas mártires na Guatemala.

Foram sequestrados no dia 29 de outubro de 1987, porém, somente Manuel é encontrado morto. Sua família reconheceu seu corpo, com sinais de horríveis torturas, no Hospital do departamento de Mazatenango, Suchitepéquez. Os outros dois catequistas não foram encontrados. Todos os três eram membros de um movimento organizado pelo padre Andrés Girón, que lutavam pela terra para os milhares de camponeses.

Um ano depois, os bispos surpreendem a Guatemala, América Latina e do Terceiro Mundo com uma carta pastoral: "O GRITO DA TERRA". 

A mensagem profética de denúncia da situação em que "sobrevive a maioria dos guatemaltecos em áreas rurais ... o camponês e o indígena vestido em trapos, doente, sujo e desprezado nos parece a coisa mais natural ... Não nós espanta ver crianças que vão cedo, ao lado dos homens, com seu facão ou enxada para cumprir um dia de trabalho duro e mal pago ... ", dizem os bispos. 

E o anúncio esperançoso de uma boa notícia: "Observamos com alegria que os camponeses, diariamente tornam-se mais conscientes dos seus direitos e de sua própria dignidade. É um avanço irreversível, e, apesar da repressão contínua e brutal em que sofrem, existe um clamor legítimo e ações em defesa das terras ... ", continua a carta de 22 de fevereiro de 1988.

Manuel e seus companheiros anônimos, os portadores da Palavra de Deus, servidores de seus irmãos e irmãs, ressuscitados entre eles, farão com que a terra seja própria e frutífera para todos.

Texto elaborado por Tonny, da Irmandade dos Mártires da Caminhada,
a partir da página: http://servicioskoinonia.org/martirologio/

Nenhum comentário:

Postar um comentário