quarta-feira, 21 de junho de 2017

Galeria dos Mártires - Pe. Arturo Mackinnon

Pe. ARTURO MACKINNON
Mártir da Justiça
REPUBLICA DOMINICANA * 22/06/1965

Pe. Arturo Mackinnon pertencia à Sociedade Missionária dos Padres da Missão Estrangeira Scarboro, Canadá. Seu trabalho sacerdotal na República Dominicana começou em 06 de outubro de 1960, em Azua (1960-1961) em San José de Ocoa (1962-1964) e janeiro 1965 foi enviado para o Município de Monte Plata, onde ele foi violentamente assassinado aos 33 anos em 22 de junho de 1965, depois de protestar contra a detenção arbitrária de 37 pessoas.

Dispararam contra ele uma rajada de metralhadora à queima-roupa e em seguida vários tiros de pistola.

O exercito deu uma versão de que o sacerdote morrera junto a dois membros do exército. Vizinhos do lugar, que viram os movimentos e escutaram os disparos, bem como o superior religioso de Arturo, puderam reconstruir a execução sumária no meio do caminho, deste sacerdote muito querido, de espírito generoso e enorme senso de justiça.

Pe. Arturo era grande amigo da juventude e dos pobres. Tinha profundo anseio de justiça social e de respeito à pessoa humana. Mais de uma vez protestou energicamente, tanto em particular, como em público, contra as injustificadas arbitrariedades de certos militares contra o povo indefeso. Era um homem corajoso que sabia tomar posições em favor do povo. Foi acusado de ‘comunista’ e de ‘defensor de rebeldes’.

Texto elaborado por Tonny, da Irmandade dos Mártires da Caminhada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário