sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Galeria dos Mártires - Silvia Maribel Arriola

SILVIA MARIBEL ARRIOLA
Enfermeira e Mártir
EL SALVADOR * 17/01/1980

Silvia, “a mulher do sorriso”, religiosa salvadorenha de 30 anos, era pequena, de aparência frágil, mas forte quando se tratava de encontrar uma solução ainda que arriscada, em situações-limite, ao decidir acompanhar, como enfermeira, o Exército Popular da Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional, na Frente Ocidental “Feliciano Ama”, ao doar a própria vida pela libertação de seu povo.

No dia 17 de Janeiro de 1981 foi assassinada por soldados do exército juntamente com outros companheiros, no acampamento em que se encontravam.

A comunidade religiosa a que ela pertencia, surgiu das Comunidades Eclesiais de Base de San Salvador, tendo sido aprovada canonicamente por Monsenhor Romero com o nome de “Religiosas para o Povo”.

Silvia foi durante muitos anos secretária de Monsenhor Romero, e foi diante dele e do povo que ela fez seus votos religiosos. Amiga de todos, animadora de comunidade, enfermeira de acampamento de guerrilheiros, cumpriu até o fim sua promessa de fidelidade ao povo, dando testemunho da Boa-Nova aos pobres.

Morreu com o povo e ressuscitará com ele.

No dia de seus votos religiosos fez as seguintes promessas:

PROMESSA DE FIDELIDADE

Senhor,
diante de uma sociedade que vive os ideais
do poder, do ter e do prazer,
quero ser sinal do que significa realmente AMAR;
de que Cristo é o único Senhor da história,
e que está presente no meio de nós
e é capaz de gerar um amor mais forte
que os instintos e a morte,
mas forte que todos os poderes econômicos.

Quero levar uma vida de procura e seguimento
de Cristo pobre, casto e obediente à vontade do Pai,
a fim de viver só para Ele e sua obra salvífica.

Prometo ser fiel ao Senhor:
na saúde e na enfermidade,
na juventude e na velhice,
na tranquilidade e na perseguição,
nas alegrias e nas tristezas,
na sua encarnação junto aos mais pobres,
sendo pobre e, com eles, solidária
em sua luta pela libertação.
Participando, entre os homens, da sua missão evangelizadora,
concentrando toda minha capacidade afetiva
n’Ele e em todos os irmãos.
Vivendo numa contínua procura da vontade do Pai
pela sua Palavra, em sua Igreja,
e dos sinais dos tempos entre os pobres.

(texto do livro “Sangue Pelo Povo, martirológico Latino-Americano”, Ed. Vozes. 1984)


Nenhum comentário:

Postar um comentário