terça-feira, 7 de julho de 2015

Galeria dos Mártires - Arturo Bernal

ARTURO BERNAL
Mártir da Terra
PARAGUAI * 07/07/1976

Arturo Bernal, paraguaio de 50 anos. Casado e pai de cinco filhos com idade entre oito e quatorze anos. Dirigente das Ligas Agrárias – um sindicato rural de origem cristã.

Arturo foi detido pela polícia em seu domicílio em Peribebuy, Caacupé, em 12 de maio, juntamente com outros camponeses, também membros das Ligas Agrarias.

Permaneceu incomunicável. Foram dias inteiros nos choques elétricos, golpes, afogamentos simulados, insultos, jogado na terra fria. Arturo, tuberculoso crônico, não podia resistir. Morreu sob tortura no Departamento de Investigações da Polícia de Assunção e seu corpo martirizado foi entregue à família no dia 07 de junho de 1976 dentro de um caixão fechado, com a ordem de enterrarem imediatamente.

Com respeito à sua enfermidade, confessava ele a um sacerdote companheiro de caminhada entre os camponeses: “Padre, sei que vou morrer em breve, mas antes de cair na cama, prefiro estar de pé, trabalhando para manter minha família e ajudando os companheiros das Ligas Agrárias”.

Dias depois de sua morte, o bispo de Caacupé escreveu ao Ministro do Interior responsabilizando-o pelo fato.

Texto elaborado por Tonny, da Irmandade dos Mártires da Caminhada,
a partir de leitura dos livros: Sangue Pelo Povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário