terça-feira, 2 de julho de 2013

Martirológio Latino-americano - mês de julho

Julho

01/07/1981 – Tulio Maruzzo, padre italiano, e Luis Navarrete, catequista, mártires na Guatemala.
01/07/1990 – Mariano Delaunay, professor, mártir da educação libertadora para o povo haitiano.
03/07/1987 – Tomás Zavaleta, franciscano salvadorenho, mártir da solidariedade centro-americana, Nicarágua.
04/07/1976 – Alfredo Kelly, Pedro Dufau, Alfredo Leaden, padres; Salvador Barbeito e José Barletti, seminaristas, assassinados em sua casa paroquial de Buenos Aires, mártires da justiça.
05/07/1573 – Execução cruel do cacique Tamanaco. Venezuela.
05/07/1981 – Emeterio Toj, camponês indígena, seqüestrado na Guatemala.
06/07/1943 – Morre em Buenos Aires, Nazaria Ignacia March Mesa, fundadora das Cruzadas da Igreja e do primeiro sindicato operário feminino da América Latina, em Oruro, Bolívia. Beatificada em 27/09/1992.
06/07/1986 – Rodrigo Rojas, militante, mártir da luta do povo chileno pela democracia.
07/07/1976 – Arturo Bernal, lavrador cristão, dirigente das Ligas Agrárias, morto sob tortura, Paraguai.
07/07/1991 – Carlos Bonilla, operário, mártir do direito ao trabalho em Citlaltepetl, México.
08/07/1991 – Martín Ayala, militante, mártir da solidariedade dos marginalizados de seu povo salvadorenho.
09/07/1920 – Pedro Lessa, estivador em Recife, militante pelos direitos dos trabalhadores, preso e morto na prisão.
10/07/1980 – Faustino Villanueva, padre espanhol, pároco, mártir a serviço do povo indígena quiché, Guatemala, metralhado em seu escritório paroquial.
10/07/1988 – Joseph Lafontant, advogado, mártir da defesa dos direitos humanos no Haiti.
11/07/1977 – Carlos Ponce de Leon, bispo de San Nicolás, mártir da defesa da justiça na Argentina. Muitos acreditam que o acidente em que morreu foi provocado. Ponce levava à nunciatura documentos sobre a repressão executada em sua diocese. “Agora é comigo”, dissera ele depois do assassinato de Mons. Angelelli (4/8/76).
12/07/1976 – Aurelio Rueda, padre, mártir dos moradores de cortiço na Colômbia.
13/07/1900 – Nasce em Santiago do Chile Juana Fernández Solar, Santa Tereza de Jesus dos Andes, carmelita descalça.
13/07/1982 – Fernando Hoyos, jesuíta, educador entre camponeses indígenas, logo envolvido na luta guerrilheira, e Chepito, de 15 anos, menino de coro, na Guatemala, mortos em emboscada do exército.
13/07/1989 – Natividad Quispe, anciã indígena de 90 anos, Peru.
13/07/1991 – Riccy Mabel Martínez, violentada e assassinada por militares hondurenhos, símbolo da luta do povo de Honduras contra a impunidade militar.
14/07/1616 – Francisco Solano, missionário franciscano, apóstolo dos índios no Peru.
15/07/1972 – Héctor Jurado, pastor metodista, mártir do povo uruguaio, torturado.
15/07/1976 – Rodolfo Lunkenbein, missionário, e Lorenzo Simão, cacique bororo, mártires do povo indígena no Brasil.
15/07/1981 – Misael Ramírez, lavrador, animador de comunidades, mártir da justiça na Colômbia.
15/07/1991 – Julio Quevedo Quezada, catequista da Diocese de El Quiché, assassinado pelas forças de segurança federais, Guatemala.
16/07/1750 – José Gumilla, missionário, defensor dos índios, cultivador das línguas indígenas na Venezuela.
17/07/1566 – Morre Bartolomeu de Las Casas, aos 82 anos, primeiro padre ordenado no Continente, profeta latino-americano, defensor da Causa dos índios e dos negros, em Madri.
17/07/1976 – Mártires operários do engenho Ledesma, Argentina.
18/07/1872 – Morre Benito Juárez.
18/07/1976 – Carlos de Dios Murias, franciscano, e Gabriel Longueville, do Comitê Episcopal francês na AL. Seqüestrados e torturados. Argentina.
19/07/1824 – Fuzilamento de Itúrbide, imperador do México.
19/07/1983 – Yamilet Sequiera Cuarte, catequista, Nicarágua.
20/07/1981 – Massacre de Coyá, Guatemala: trezentos mortos, entre mulheres, velhos e crianças.
21/07/1980 – Wilson de Souza Pinheiro, sindicalista, militante em favor dos camponeses pobres, assassinado em Brasiléia, (AC), Brasil.
21/07/1987 – Alejandro Labaca, vigário de Aguaricó, e Inés Arango, missionária, na selva equatoriana.
22/07/1980 – Jorge Oscar Adur, padre assuncionista, ex-presidente da JEC, Raúl Rodríguez e Carlos Di Pietro, seminaristas, desaparecidos na Argentina.
22/07/2002 – Bartolomeu Morais da Silva, o Brasileiro, coordenador do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Altamira, Oeste do Pará, foi assassinado com 12 tiros no distrito de Vila Castelo dos Sonhos, nas margens da rodovia Cuiabá-Santarém. O sindicalista teve as duas pernas quebradas e apresentava sinais de estrangulamento.
23/07/1978 – Mario Mujía Córdoba, “Guigui”, operário, professor, agente de pastoral, mártir dos trabalhadores da Guatemala.
23/07/1983 – Pedro Angel Santos, catequista, mártir da fé e da solidariedade com seu povo salvadorenho.
23/07/1987 – Mártires camponeses de Jean-Rabel, no Haiti.
23/07/1993 – Oito crianças de rua assassinadas por um esquadrão da morte enquanto dormiam na praça da Igreja da Candelária, Rio de Janeiro, Brasil.
24/07/1985 – Ezequiel Ramim, missionário, padre da Pastoral da Terra, mártir da terra, defensor dos posseiros em Cacoal, Roraima, Brasil. Assassinado.
25/07/1976 – Wenceslao Pedernera, camponês, dirigente do Movimento Rural Diocesano, mártir em Rioja, Argentina.
25/07/1978 – Os jovens Carlos Enrique Soto Arriví e Arnaldo Darío Rosado, assassinados pela policia de Porto Rico com apoio das agências de segurança de Porto Rico e dos EUA.
25/07/1980 – José Othomaro Cáceres, seminarista, e seus treze companheiros, mártires em El Salvador. Assassinados por um pelotão da Guarda Nacional.
25/07/1981 – Angel Martínez Rodrigo, espanhol, e Raúl José Lager, canadense, missionários leigos, catequistas, mártires na Guatemala.
25/07/1983 – Luis Calderón e Luis Solarte, militantes, mártires da luta dos sem-teto de Popayán, Colômbia.
27/07/1991 – Eliseo Castellano, padre, Porto Rico.
28/07/1980 – Massacre de 70 camponeses em San Juan Cotzal, na Guatemala.
28/07/1981 – Stanley Francis Rother, missionário católico de Oklahoma, EUA, assassinado em sua paróquia em Santiago de Atitlán, Guatemala, depois de ter denunciado em seu país os assassinatos de camponeses feitos pelo exército. Dedicou-se por 13 anos ao serviço sacerdotal em favor dos pobres.
28/07/1984 – Morre Alberto Devoto, bispo de Goya (Corrientes, Argentina), pastor e pai dos pobres. Ele divulgou o Manifesto dos Bispos do Terceiro Mundo, originando na Argentina o Movimento dos Sacerdotes do Terceiro Mundo.
30/07/1811 – Fuzilado Miguel Hidalgo, pároco de Dolores, herói da Independência do México.
30/07/1957 – A polícia de Batista metralha, na rua, Frank País, líder estudantil, dirigente laico da 2ª Igreja Batista de Cuba, envolvido na luta revolucionaria.

Um comentário:

  1. Em nome delas e deles continuamos a luta pela justiça e um mundo melhor! na comunhão das/os santas/os, haidi

    ResponderExcluir